Bien que hacen

poemas

Siento el sabor de la piel
la mañana huele a limonero…

Julio C. Salvidio

Los Poemas se caen
Obligados
Hacia los sentidos
Quedándose ensoñados en tu piel
Los empujo despacito
Tocándolos apenas
Para no molestarlos
En su idilio mágico
Se secan los talones
Refugiándose así mismos
Sin pensarte
Sin pensarme

Bien que hacen
Estos pequeños.

Anúncios

2 comentários em “Bien que hacen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s