poema 1 – XXY

¿era al fin la terrible tempestad ese bello rostro que nunca dejaba de

perseguirme como una gurisa aventurera que quiere oler la noche?

Anúncios

Um comentário em “poema 1 – XXY

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s