ESCRITOR

 

Aunque nadie imprima mis versos,
Si fueron bellos, tendrán hermosura. A. Caeiros.

 

 

Raspaje de nuez moscada

mezclado con dos aciertos

seda nueva, punto incierto

carqueja, pasto y hastío/

muchedumbre y hoja ciega

agua mansa más tinieblas/

alegría, trashumancia

y un toque de valentía/

todo y nada

punto muerto

nada y todo

campo abierto

el Escritor

Risa y llanto

trece agujas

frente al Tiempo.

fernando-pessoa
Imagen: fliporto
Anúncios

Um comentário sobre “ESCRITOR”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s